RMA Trends

Como encontrar a empresa mais adequada ao meu perfil?

    

equipe-1.jpg 

A nossa geração está sempre antenada e nutrida de informações quando o assunto é mercado de trabalho. Todo esse conhecimento nos ajuda a criar um “ideal” a respeito do lugar no qual gostaríamos de trabalhar.

 

Ser consciente sobre o que uma empresa pode oferecer para que nos sintamos felizes em fazer parte da equipe, em outros tempos, poderia parecer arrogância. Mas hoje não! Nossa geração foi ensinada que não precisamos passar a vida toda em um lugar que não nos proporciona qualidade de vida.

 

Quando o assunto é agência de comunicação, vários pontos podem vir em nossa mente. Qual o tamanho dessa agência? Ela pertence a algum grupo internacional? Tem um nome referência no mercado?

 

Sem dúvida essas são perguntas interessantes. Mas certamente existem outros pontos que devem ser levados em consideração. Então, como e quais informações buscar sobre uma determinada empresa para ajudar a escolher um novo desafio? Separei algumas dicas:

 

Pergunte para alguém que conheça ou que já tenha trabalhado lá: No mercado de comunicação é muito comum os profissionais terem passado por três, quatro ou até mais agências. Claro que você não deve se basear somente nas opiniões de terceiros, mas é um bom ponto de partida. Um conhecido pode te dar uma visão de como é o ambiente de trabalho, se a companhia incentiva o desenvolvimento e a criatividade dos colaboradores, qual o perfil das pessoas que trabalham lá, se abrem espaço para novas iniciativas e etc. Conhecer as experiências reais de alguém que você confia é sempre uma boa alternativa.

 

Pesquise: Nós temos a dádiva da informação na palma da mão (literalmente!). Quando estiver em dúvida, pesquise no Google e, principalmente, nas redes sociais. Empresas que não se relacionam de forma esplêndida com seus públicos externos, podem não dar o devido valor ao público interno.

 

Premiações: Existem alguns prêmios para a área de Recursos Humanos bem relevantes no mercado, como o Great Place to Work (GPTW), ranking e opiniões que constam no Love Mondays, dentre vários outros. Esses prêmios mostram, do ponto de vista do colaborador, como é fazer parte do dia a dia da empresa. É uma ótima oportunidade para descobrir se os valores que essas companhias prezam vão ao encontro dos seus.

 

Processo de recrutamento: Se você decidiu mandar o seu currículo, já é indício de que algo positivo te chamou a atenção, mas não pare por aí. Geralmente a primeira experiência presencial acontece com o RH, área que participa de todo seu desenvolvimento durante o período que estiver trabalhando na empresa. Aproveite para perguntar sobre o plano de carreira, como funciona o processo de avaliação, como são estabelecidas as metas, quais são os incentivos de capacitação e etc. Claro que as perguntas básicas como salário e benefícios são importantes, mas essa é a hora de sentir se as oportunidades que você terá na companhia estão ligadas aos seus objetivos pessoais.

 

Analise todo o processo: Após a entrevista, avalie como foi o papo de vocês. Além das respostas sobre as dúvidas que foram colocadas, é importante que o RH te deixe confortável para mostrar tudo o que pode oferecer e também contribua para que essa entrevista reflita a experiência que você terá ao começar a trabalhar na empresa. Ouviram tudo o que você tinha a dizer? Responderam todas as suas dúvidas sobre a empresa e o processo?

 

New Call-to-action

 

Nós somos responsáveis pela gestão da nossa carreira e isso nos leva, cada vez mais, a procurar lugares que nos proporcionem qualidade de vida. Esse processo sempre será uma troca: investimos nosso tempo e conhecimento em uma empresa e ela nos entrega, além do salário, boas experiências e motivação para sermos cada vez melhores, criando assim um ciclo positivo para ambas as partes.

 

*Debora Gozzi é executiva de Vendas do Grupo RMA

 

Topics: Recursos humanos, Carreira

SIGA

Assine

EBOOKS

New Call-to-action
New Call-to-action
New Call-to-action
New Call-to-action
New Call-to-action