RMA Trends

Comunicação na era digital: como se tornar um profissional multifacetado?

    

shutterstock_367760624.jpg

 

Para os jovens com menos de 30 anos, o uso de novas tecnologias e das mídias sociais é algo bastante corriqueiro. Quem nasceu antes da chamada geração millennial (nascidos após 1982) costuma levar um tempo maior para se adaptar à algumas mudanças, especialmente, as que aconteceram nas duas últimas décadas.

Passamos da internet discada e do celular “tijolinho” para os modernos smartphones com pacotes ilimitados para acesso a algumas mídias sociais. Aliás, hoje vemos um leque variado de formas de comunicação on-line, desde as mídias mais conhecidas para relacionamento com amigos, as corporativas e até as de namoro.

Se o mundo ficou mais interativo e on-line, os profissionais de comunicação precisam seguir essa linha e estar atentos às constantes transformações digitais. Um bom indício disso é a representatividade dos millennials: já são mais de 25% da população economicamente ativa**.

Essas pessoas estão entre os públicos que mais receberão informações das empresas nos próximos anos. Além do desafio de saber lidar com o comportamento dessa geração, o profissional de comunicação de hoje precisa saber lidar também com as inovações tecnológicas, que acabaram por tornar o Marketing uma área cada vez mais digital.

 

New Call-to-action

 

Como virar a chavinha?

É preciso uma autogestão eficiente que nos ajude a definir prioridades. Nem se levássemos a vida toda seríamos bons em tudo. Algumas áreas valem um olhar especial, por serem as bases para um bom profissional digital:

- Mídias sociais: com a integração da comunicação, saber a linguagem e como atuar nas principais redes é um diferencial competitivo importante em relação a quem apenas faz, por exemplo, Relações com a Mídia (assessoria de imprensa).

- SEO: entender que sites e conteúdos podem ser otimizados para gerar tráfego orgânico e saber, minimamente, como fazer isso.

- Google Analytics e Business Inteligence (BI): ter noção de quais são os dados fornecidos pelo Google Analytics e como funcionam as ferramentas de BI no apoio à estratégia de comunicação deixou de ser diferencial, é altamente desejável.

- Inbound Marketing (IM): as pessoas não querem mais uma comunicação invasiva e este conceito estabelece que o conteúdo tem que ser útil e alinhado com a jornada de compra do potencial cliente. Pessoas com a certificação de IM são hoje muito procuradas no mercado.

Como vimos, não adianta mais ser apenas um bom assessor de imprensa. Com o volume de dados disponíveis, até Relações com a Mídia pode ser ainda mais eficaz se cruzar as necessidades das empresas com oportunidades monitoradas em tempo real.

O conhecimento, muitas vezes, está a alguns cliques. As certificações em Inbound Marketing (atualmente já com versão em português) e em Google Analytics são gratuitas.

A experiência tem mostrado que, quanto maior a atualização para o mundo digital, melhor a empregabilidade dos profissionais de comunicação. E você, já entrou para a era digital?

 

*Por Aletheia Rocha, gerente de atendimento da RMA Comunicação, empresa do Grupo RMA.

 

**Fonte: IBGE <ftp://ftp.ibge.gov.br/Trabalho_e_Rendimento/Pesquisa_Nacional_por_Amostra_de_Domicilios_anual/2014/Volume_Brasil/Brasil/brasil_tc_brasil_dados_xls.zip>

 

Topics: Recursos humanos, Carreira

SIGA

Assine

EBOOKS

New Call-to-action
New Call-to-action
New Call-to-action
New Call-to-action
New Call-to-action