RMA Trends

Big data e a inteligência de comunicação

*Por Carlos Tesore, diretor da unidade de serviços da RMA Comunicação

No século passado as grandes agências de publicidade vendiam aos seus clientes o sonho da propaganda, fazendo brilhar os olhos (e a cobiça) dos empresários. A ideia era investir em campanhas milionárias para receber o triplo em vendas. Eram os bons tempos onde a genialidade da Madison Avenue (avenida símbolo das agências de publicidade em NYC), levando em conta o efeito manada de um público consumidor ainda não educado, vendia até geladeiras para esquimós.

Continue Lendo

Topics: planejamento estratégico de comunicação, comunicação corporativa, tendências, métricas, indicadores, riscos, ROI, pesquisa

Comunicação e gestão de crise: como não piorar o que já está ruim

Toda empresa, não importa o segmento ou tamanho, está sujeita a crises envolvendo sua imagem. Mas quantas podem dizer com confiança que estão preparadas para lidar com uma crise? Construir uma marca é um trabalho duro, de longo prazo, e uma crise mal gerenciada pode colocar anos de trabalho a perder.

Hoje, na velocidade com que as informações se espalham, ficou muito mais difícil conter a crise. Se antes elas apareciam apenas na imprensa, hoje elas podem surgir em qualquer mídia social, onde o potencial de alcance é muito maior. Mais pessoas serão expostas ao assunto, compartilhando, opinando e às vezes exigindo um posicionamento oficial da empresa. Apesar disso, 57% das empresas dizem não encarar as redes sociais como ferramentas úteis para gerenciamento de crise, segundo pesquisa da consultoria PWC.

Continue Lendo

Topics: planejamento estratégico de comunicação, comunicação corporativa, riscos, gestão de crises, construção de marca, posicionamento de marca, assessoria de imprensa, relações com a mídia

5 sinais de que o seu planejamento de comunicação já foi para a gaveta

 

Continue Lendo

Topics: planejamento estratégico de comunicação, planejamento de comunicação corporativa, budget, riscos, gestão de crises, posicionamento de marca

Os riscos de não planejar a comunicação corporativa da sua empresa

Os riscos de não ter um planejamento de comunicação corporativa
“O planejamento não é uma tentativa de predizer o que vai acontecer. O planejamento é um instrumento para raciocinar agora, sobre que trabalhos e ações serão necessários hoje, para merecermos um futuro.”


A conhecida frase de Peter Drucker nos faz refletir sobre a importância do planejamento em qualquer atividade humana. Quando falamos de comunicação corporativa, ainda vemos exemplos de empresas que dão pouca ou nenhuma atenção ao planejamento, colocando em risco não apenas sua imagem, mas também, e cada vez mais, o atingimento de seus objetivos de negócio.

Quem acompanha os principais jornais e revistas de negócios já percebeu. Erros decorrentes de ações de comunicação improvisadas nunca tiveram tanta exposição junto ao público, especialmente nas mídias sociais. Mas há outros riscos, menos visíveis, que devem ser considerados pelos gestores na hora de planejar a comunicação corporativa.


Acertar o alvo errado

Agir sem planejar é como atirar no escuro: você nunca sabe onde vai acertar. Uma das premissas de um bom planejamento é o entendimento claro das necessidades e interesses de um dos públicos-alvo da empresa. Se você não planejou, dificilmente será assertivo na comunicação.


Construir uma imagem indesejada

Como você gostaria que sua empresa fosse percebida pelo mercado? Como sua empresa é de fato percebida pelo mercado? A falta de planejamento pode resultar na construção de uma imagem indesejada ou distorcida para o mercado. Essa dissonância geralmente tem efeito negativo sobre os resultados de negócio, e não é difícil saber por que. Se você não sabe como é visto, dificilmente será eficaz na construção do posicionamento pretendido.

 

Crises e danos à marca

Uma crise pode ser ocasionada por diversos fatores: fraudes, problemas no produto ou serviço, mau atendimento, funcionários insatisfeitos e até má fé de clientes. Exemplos recentes envolvendo grandes marcas comprovam que realizar uma ações de comunicação não planejadas é estar ainda mais exposto a crises, que podem inclusive ocasionar prejuízos financeiros.


Jogar dinheiro fora

Execução sem planejamento custa caro. Realizar um evento de última hora, lançar uma campanha de mídia não alinhada aos objetivos de negócio e dar uma entrevista à imprensa sem a preparação adequada são exemplos de ações que, a despeito de gerar uma carga de trabalho excessiva, raramente trazem os resultados esperados. Pense nas últimas ações que você executou sem planejamento e reflita: valeu a pena?

PEC - Ebook - Como criar um planejamento de comunicação alinhado à estratégia de negócios

Continue Lendo

Topics: planejamento estratégico de comunicação, comunicação corporativa, riscos, gestão de crises, construção de marca

SIGA

Assine

EBOOKS

New Call-to-action
New Call-to-action
New Call-to-action
New Call-to-action
New Call-to-action