RMA Trends

A importância de ouvir a sua agência de comunicação

15 de julho de 2015

Topics: agência de comunicação


Compartilhe:    

Se sua agência de comunicação parece querer te ensinar o que você já sabe, tenha um pouquinho de paciência. Velhos conceitos como fidelização, público-alvo e marketing de conteúdo estão sendo reinventados, à luz do novo comportamento do público. Sabe aquela história que quando você vê o leão da Metro pensa que já viu o filme? Pois é. Vá com calma.

E, mesmo que efetivamente sua agência esteja apenas “requentando” alguns temas, é sempre bom dar preferência para aquela que sabe o que está fazendo, que acompanha o dinamismo do mercado e que conhece seu negócio.

A importância de ouvir a sua agência de comunicação

 

Comunicação eficaz não é comunicação (apenas) impactante. Paradoxalmente, um lindo web site, uma matéria de capa na Exame, ou um campanha caríssima em horário nobre na Globo podem ser inócuas, e até mesmo negativas, dependendo de seu conteúdo.

Sei que parece chato e arrogante que sua agência o aconselhe a se preparar para uma entrevista, procurando ensaiar o discurso e entender a cabeça do jornalista que o entrevistará.

Da mesma forma que é chato quando seu gestor de conteúdo branded lhe diz que esse conteúdo deve estar mais relacionado com os interesses do público do que com os interesses da empresa.

Como também é óbvio e chato ouvir de sua agência que metas, métricas e KPI's são fundamentais para avaliar a eficácia de todas as ações. Porém, o cemitério está cheio de empresas e executivos que morreram por desprezar uma nova tendência, disfarçada de obviedade.

Uma agência responsável e que sabe o que faz tem a obrigação de chamar a sua atenção para o cenário. O mundo da comunicação está mudando, no embalo da Internet, das redes sociais e dos smartphones. O novo público é “liso como peixe ensaboado”, sua empresa não vai pegá-lo apenas com uma campanha criativa, ou com um site trendy. Esse novo consumidor precisa se engajar com a marca e certamente você já ouviu essa expressão milhares de vezes. Todos sabem o que é isso e sua importância, mas poucos sabem como fazer. Engajar o público vai muito além de aumentar o número de visitantes no site e o número de likes nos posts de Twitter ou Facebook. Engajar o público passa por entender seus interesses e tornar a comunicação corporativa da empresa, em todos seus canais de atuação, convergente com esses interesses.

Mas, entender não é engajar. Engajar passa por focar a estratégia de comunicação na prestação de serviços para o público (na verdade públicos, nos seus vários perfis, com diferentes necessidades), sempre com base nos seus interesses. Utilidade pública aproxima a marca do público e, paulatinamente, gera fidelização. E, de novo, isso é O QUE, o COMO é ainda mais difícil.

O exemplo do engajamento é apenas uma das muitas obviedades que precisam ser entendidas a fundo e levadas a sério. Outra buzzword que está na boca do povo é a falência da mídia tradicional, jornais e revistas, canais abertos de TV, rádio. Todas essas mídias são apenas canais para uso do jornalismo e este definitivamente não está morrendo, mas está se transformando profundamente. O rádio já se reinventou, na onda do jornalismo cidadão (o público fazendo a cobertura online dos fatos à sua volta) e incorporando redes sociais e comunicação móvel na cobertura das notícias. Os mesmos donos das TVs abertas migram seus negócios para TVs a cabo e streaming. E a mídia impressa já migrou há algum tempo para os canais online, convivendo (nem sempre harmonicamente) com os blogueiros independentes (que também são jornalistas). É uma nova fauna da mesma floresta, que precisa ser bem entendida para ser melhor utilizada. O jornalista é um novo stakeholder que precisa ser atraído e engajado com a marca da empresa, da mesma forma que fazemos com o público em geral.

Portanto, seja exigente mas paciente com sua agência, para que ela consiga transformar buzzwords em ações de comunicação eficazes, que resultarão em mais negócios para sua empresa.

Proatividade-ja-7-boas-praticas-no-trabalho-de-relacoes-com-a-midia

 

SIGA

Assine

EBOOKS

Nova call to action
Nova call-to-action
New Call-to-action

ÚLTIMOS POSTS