RMA Trends

As 4 faltas que levam o cliente a trocar sua agência de RP

26 de Junho de 2015

Topics: agência de RP


Compartilhe:    

“Nós conhecemos realmente o caráter de alguém no momento em que encerramos uma relação”. Esta frase, proferida por um cliente ao falar sobre o término de uma relação com um sócio, resume melancolicamente o encerramento de uma relacionamento, de qualquer natureza.

Relações entre os clientes e suas agências acompanham a dinâmica da vida. Algumas são como casamentos duradouros, outras são intensas e curtas como romances de verão que terminam ao subir a Serra.

As 4 faltas que levam o cliente a trocar  sua agência de Relações PúblicasUm estudo recente do grupo Consultores (PR Scope), realizado com mais de 190 empresas, elencou as quatro principais faltas que levam clientes a considerarem uma troca do parceiro de Relações Públicas (RP).

 

1 – Falta de atenção

Em um mundo conectado, com excesso de informações e demandas contínuas, o cliente precisa e deseja mais atenção. Não se trata aqui da atenção protocolar, mas do interesse genuíno e principalmente o planejamento e execução cuidadosa do trabalho.  Some-se a isso, a necessidade de estar próximo ao cliente, para vivenciar as transformações do negócio dele e principalmente acompanhá-lo e apoiá-lo de perto.

 

2 – Falta de comprometimento

Na turbulência que é o dia a dia dos nossos clientes, comprometimento é algo que deve ser assinado em ‘sangue”. Não cabe mais a atitude “Tal ação não funcionou porque o cliente não ajudou”. O que ele espera é “Tal ação não funcionou, mas proponho esta solução. Vamos encarar juntos?”.

 

3 – Falta de eficácia

“Nos dedicamos totalmente a este projeto, mas infelizmente o resultado não aconteceu”. Este tipo de justificativa não cabe mais. É crucial pensar estrategicamente para propor ao cliente soluções eficazes, com métricas claras e acordadas, e principalmente, adotar planos B para as situações adversas.

 

4 – Falta de apoio estratégico

Parcerias calcadas apenas em apoio operacional podem ser interessantes para a agência em um primeiro momento, mas correm alto risco pelo fato de não aportar estratégia. Se o cliente vê a agência apenas como fornecedora de mão de obra qualificada, o seu valor estratégico não é percebido.

 

Vale a pena refletir sobre estes pontos no relacionamento entre agência e cliente, uma vez que são elas que cuidam do relacionamento e imagem das companhias e instituições com seus públicos. Em suma, é uma relação de pura confiança, transparência e honestidade e que exige cuidados para não ser maculada, especialmente nos quatro pontos acima.

 PEC - Ebook - Como criar um planejamento de comunicação alinhado à estratégia de negócios

SIGA

Assine

EBOOKS

Nova call to action
Nova call-to-action
New Call-to-action

ÚLTIMOS POSTS