RMA Trends

Tendência em marketing: análise de dados e inteligência artificial

2 de Abril de 2016


Compartilhe:    

tendencias-marketing.png

No Brasil nem desconfiamos, mas já está em estágio relativamente avançado (como decorrência natural do big data) a aplicação da inteligência artificial e do “machine learning” no marketing e em vendas.

Há uma série de startups especializadas que vêm recebendo injeção de capital. Rotinas como o planejamento ou a análise de conteúdo ou canal que mais converte tendem a ser automatizadas, e isso é só o começo.

Não custa lembrar que nos EUA os CMOs já investem mais em tecnologia do que CIOs, e que 60% das transações financeiras processadas na NYSE e na NASDAQ são decididas por algoritmos. Não está tão longe assim o dia em que a criação de uma estratégia de marketing passará pelo entendimento e curadoria de algoritmos, combinando diferentes tecnologias para fazer uso ultra-intensivo de dados. Vejam a última versão do Watson, da IBM, que avalia até a qualidade ou consistência de cada jogo de dados antes mesmo de você rodar a primeira análise, como forma de calibrar a precisão dos resultados.

A combinação entre análise inteligente de dados, para identificar e mensurar aquilo que realmente interessa, e experimentação constante e disciplinada é obrigatória para empresas que tem alguma ambição para suas áreas de marketing e vendas.

Certamente, tecnologia para se fazer isso já existe. Mas também existem as limitações, como a falta de “braço”, falta de foco em finalidades específicas e falta de agilidade na tomada de decisões, especialmente em grandes empresas.

Neste cenário, faz-se necessário definir com clareza as finalidades da empresa para o uso dos dados. Sem isso, fica ainda mais difícil saber o que procurar e como direcionar o trabalho de análise.

SIGA

Assine

EBOOKS

Nova call to action
Nova call-to-action
New Call-to-action

ÚLTIMOS POSTS